Vou ser madrinha!

É esse sábado. E tinha esquecido completamente. Digo, não completamente. Sei que vou com meu Kate Spade que comprei há quase um ano e ainda não usei, na fase em que eu ainda era louca etc.* Sei que vou com o sapato vermelho e dourado da Prego que comprei faz 1 mês especialmente para a data. Já estou com manicure marcada. Já sei que cabelo e maquiagem eu faço em casa (lição aprendida depois de muitas experiências de quase morte que sempre terminavam com a cena “eu chorando e tirando laquê no chuveiro quinze minutos antes de sair para a festa”).

O que eu tinha esquecido era só uma coisa básica: QUE TAMBÉM PRECISO LEVAR UM PRESENTE.

Por um tempo pelejei com meus pensamentos, aqui comigo. Acompanha meu raciocínio: primeiro que os noivos afrontaram minha independência entregando meu convite não como Senhora Alice, mas como parte da família Desespero como um todo. Como se eu morasse com meus pais, vê o ultraje. Como se eu fosse uma pessoa dependente financeiramente que não soubesse se organizar sozinha.

Ora.

Portanto, nada mais normal que o presente também ser entregue da família Desespero como um todo, pronto. Mas aí a consciência pesou. Madrinha, né, gente? Sou a prima que mora em São Paulo, a prima descolada que vai ser madrinha de Kate Spade. Vou atravessar aquele corredor da igreja com um vestido que deve ter custado todos os arranjos de flores do casamento juntos e vou ter certeza que todo mundo vai estar falando entre si, cochichando, uns para os outros: “aquela ali, ó”, “ela? NEM PRA COMPRAR UM CONJUNTO PARA MOLHOS**”.

Não dá. Aí pensei numa estratégia meio fada madrinha da Bela Adormecida. Chego no casamento e digo que estou dando ao casal o dom da beleza ou da música e este é meu presente. Algo meio:

Não sei porque, achei que essa não ia colar. Comprei um George Foreman em promoção e pronto.

George Foreman Preaching George Foreman Preaching George Foreman Preaching George Foreman Preaching

Amém!

*o kate spade é lindo e juro que depois que ele assenta direitinho nos meus sete quilos a mais ninguém é capaz de notar que demoro cerca de 48 minutos para conseguir fechar o zíper.

**qual é o problema dessas noivas desenfreadas ao fazer suas listas? Pedir conjunto de lasanha, conjunto de pizza, conjunto para molhos, conjunto de frios, conjunto de azeitona preta descaroçada manca? Quero dizer, quantas lasanhas você faz por ano? Quantos molhos você faz por dia num dia normal? Deve ser coisa de quem nunca morou sozinho e usou uma só panela pra guardar tudo isso junto, sem preconceitos. E juro que encontrei na lista um escorredor de louça de 166 reais. Se alguém gastasse 166 reais para me dar escorredor de louça quando poderia estar comprando qualquer outra coisa, ia escorrer umas louças na cabeça dessa louca. Só se se tratar de alguma espécie de eletrodoméstico nova que seca a louça automaticamente e eu nem sei. E ainda faz lasanha, pra usar com o conjunto de lasanha novo. 

Querendo pegar o buquê,

Alice Desespero*

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: